Sobre Paciência

Eu costumava ser uma pessoa paciente, porém nos últimos anos venho me irritando facilmente com determinadas pessoas e situações. Deve ser a idade né? Estou me tornando um velho ranzinza risos…

Hoje no caminho para o trabalho encontrei um amigo da época da faculdade e me lembrei de um fato ocorrido no começo do ano. Em janeiro ele postou um texto contra a homossexualidade no facebook e eu totalmente irritado escrevi um comentário dizendo que sou gay e expondo meu ponto de vista contra o preconceito.

Fiquei um bom tempo pensando se devia apertar o botão e publicar meu comentário até decidir fazê-lo. Se fosse antigamente não teria me irritado com aquela situação, teria apenas ignorado. Mas assim como ele disse o que pensa eu também tinha o mesmo direito.

Quando percebi que eu era gay passei algum tempo dividido em duas vidas. Em uma das vidas eu fingia ser “hétero” para a família, amigos e colegas. Ignorava as piadas preconceituosas e tinha medo de me expor. Existia também um outro Daniel, aquele que procurava escondido sexo com outros homens. Eu tinha/tenho uma vida secreta.

Com o tempo percebi que precisava encontrar um equilíbrio e assumir quem eu realmente sou para a sociedade – ou pelo menos para as pessoas que estão próximas.

Me tornei impaciente sim. Só um pouco vai? Mas também defendo minha opinião e quem sou, acho importante.

Simplesmente cumprimentei o amigo da faculdade, claro que imaginei ele com uma lâmpada na mão me ameaçando – sim, minha imaginação é fértil mesmo – e continuei meu caminho para o trabalho. Talvez ele tenha refletido sobre o que eu disse em janeiro. Ou não. Mas fico feliz por ele saber que eu sou gay e que continuo sendo, independente dessa característica, a mesma pessoa – só uma pessoa mais nervosa com o mundo do que antes.

Eu costumava ser muitas coisas, felizmente estou mudando.

“Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara…”

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sobre Paciência

  1. esse seu “amigo” que falou contra o homossexualismo no facebook provavelmente se amarra em ver um pornô com duas mulheres se pegando ou até tem essa fantasia de ir pra cama com duas mulheres. Esses homofóbicos são um bando de hipócritas!
    Quando me descobri bi foi um choque pra mim, eu, logo eu que sempre fui louca por uma rola (desculpe o comentário esdrúxulo rs) e fiquei um tempo chocada, com medo, até chorei haha mas isso foi há mais de uma década atras.hoje eu curto muito ser bi, acho muito legal esse meu lado mas tbm escondo de algumas pessoas, embora preferisse que todos soubessem mas como não sou lésbica, apenas bi e sou casada não achei necessário me expor ao veneno de todo mundo, não é mesmo?? mas minha filha sabe desde os 7 anos. ela perguntou se eu ja tive namorada e eu disse q sim e expliquei sobre preconceitos e tal…e isso ja me deixa muito satisfeita, saber q minha filha sabe e me aceita na boa.

    • Rola, Rola, Rola.. risos…

      Se as pessoas tivessem a mesma conciência de explicar para os filhos a questão de preconceito e sexualidade o mundo seria bem melhor.
      O mundo faz o ser GAY parecer a pior coisa que existe. Pode trair, pode mentir, desrespeitar as outras pessoas, mas se você é gay acabou o mundo, que pecado, que sem-vergonhice, vai pra igreja se converter meu filho. Como você pode sair com alguém do mesmo sexo que você?
      Enfim… esse comentário rende um Post risos…
      As pessoas só precisam entender que queremos ser felizes, e só.

      beijoca!!

Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s